“DICARB”

Fluid-structure – Engineering vs Health
Fevereiro 10, 2017
Healthy Insurance
Fevereiro 24, 2017
Ver todos

“Foi assim que nasceu a nossa ideia, de uma necessidade própria.”

Para ficarmos a conhecer melhor o projeto da equipa da Lénia Fernandes, colocámos-lhes algumas questões.

Lê a entrevista e fica a perceber como nasceu a ideia e o que os levou a participar:

Prémio Novo Mundo (PNM): Como souberam da existência do Prémio Inovação AGEAS?

Lénia Fernandes (LF): Soubemos da existência do concurso através do Facebook.

PNM: Porque decidiram participar? (Foi o prémio monetário? A possibilidade de incubação na HealthCare City? Ambos?)

LF: Decidimos participar pois até estávamos à procura de uma oportunidade como esta, que nos ajudasse a expandir este projeto, para além do meio académico.

PNM: O que vos motiva a desenvolver o vosso projeto? Como “nasceu” a ideia?

LF: Esta ideia surgiu pois, no início deste ano, descobri que era diabética tipo 1. Depois de algum tempo, sempre com valores de glicémia bastante elevados, decidi começar a utilizar o método da contagem de hidratos de carbono. Sempre que vou comer, preciso de uma calculadora, de uma balança e das tabelas de hidratos de carbono. Antes de uma refeição, perde-se bastante tempo a procurar os hidratos em folhas de papel, e a fazer os cálculos para a quantidade de insulina que temos de administrar. Foi assim que “nasceu” a nossa ideia, de uma necessidade própria.

PNM: Qual a pessoa (ou pessoas), a nível nacional ou internacional, que são para vocês, um exemplo de empreendedorismo ou inovação?

LF: Cada membro da equipa identifica uma pessoa que considera um exemplo. O Jorge refere o Evan Spiegel, criador do Snapchat, pelo império que criou, sendo tão jovem. O Rui, identifica o Jack Ma, criador do grupo Alibaba, que construiu o seu negócio porque ninguém o aceitava para trabalhar. Para mim, nomeio o John Hanke, por ser o criador e o “cérebro” que se encontra por de trás do jogo Pokemon Go, um jogo diferente e inovador.

PNM: Que palavras de incentivo diriam àqueles que estão a ler esta entrevista e também têm “ideias” que gostariam de concretizar? Que conselho dariam?

LF: Acreditem em vocês mesmos e trabalhem nas vossas ideias, porque um dia podem ser vocês a ter uma oportunidade como esta!

Lê todas as entrevistas já realizadas

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.